11 de janeiro de 2010

Meu Jeito Poeta de Ser

Parece melancolia
Mas é poesia
Assim exponho meu ser
Meu jeito de ser
Sem medo nem vergonha
Do que possa transparecer

As vezes
Juntam-se lágrimas e palavras
E aqui vão as amoções
De uma poetisa
Criando situações

Solta no ar
Adoro cambalhotas
Saltito nas palavras
Danço com os sentimentos
Expondo meus momentos

Desde criança
Me perdia nas palavras
Escrevia mesmo sem rima
Ensaiando a poesia
Que em minha alma já havia.

Por Angella Maria

Um comentário:

Sônia Silvino disse...

Angella!
Gostei do novo visual acima!
Bjkas e boa semana!