5 de abril de 2010

Distante da Poesia

Distante me encontro
As palavras se evadiram
Meus pensamentos perdidos

Falta-me a luz
Talvez a inspiração
De uma poetiza sem chão

Estou a flutuar
Imersa no ar
Buscando o que não há

Esse processo vai passar
Minha vida vai mudar
E as palavras reencontrar.

Por Angella Maria

2 comentários:

Sônia Silvino disse...

Estava com saudades de vir te visitar.
Espero que estejas bem e feliz!
Bjkas, muitas!

Noiva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.